sexta-feira, 25 de janeiro de 2008

Dias frios,gélidos,tristes...

Os dias frios,gélidos,tristes,sombrios...aquecem-nos a alma e elevam-nos a um patamar elevado de pensamento que não nos permite regresso.
Quando pensarmos que as dores, por nós próprios veiculadas,estereotipadas e intelectualizadas fazem de nós heróis...é bom que nos lembremos que a vida(essa grande meretriz pura)não perdoa os erros cometidos reflectidamente..por razões diversas.(...)Olhares insensitivos,sorrisos que não se conhecem mais,toqes que não se sentem mais tal é a longevidade e ausência de "supostos" sentimentos...com que finalidade,quando outrora rimos,chorámos juntos,olhámo-nos conhecendo-nos?!Se dói?!(....)Porque será o medo infiel ao estoicismo,à bravura?!(...)A nossa inépcia(uma vez que somos humanos)é assumidamente assustadora,perante as soluções que temos que dar(e teremos ao longo deste percurso)às adversidades que nascem estupidamente ao longo desta caminhada,indubitavelmente,rídicula!

1 comentário:

Diogo Lopes disse...

Texto brilhante!
Mas a nossa caminhada não é ridícula mas sim digna! Apenas temos de remendar o erro que cometemos e não repetir! ;)
Estes dias apesar de fisicamente desagradáveis são interior e psicologicamente aconchegadores e confortáveis, pois o nosso pensamento flui!
Adoro-t!
Bjao